No vídeo de hoje trouxe a análise com spoilers da nova série do Ryan Murphy pra Netflix, Hollywood. Com foco nos anos de ouro da Indústria Americana de Cinema, Ryan Murphy reimagina um mundo onde as minorias teriam chance de brilhar, mesmo nessa época. Mas será que essa fantasia funcionou?

Me encontrem por aí!
Instagram: http://www.instagram.com/alicesaquino
Twitter: https://twitter.com/alicesaquino
Facebook: http://facebook.com/alieaquicanal
TvTime: http://bit.ly/AliTvTime
Playlist Spotify dos Inscritos: http://bit.ly/playlistalieaqui

Playlists do Canal:
Tudo sobre RIVERDALE: http://bit.ly/2w82Gl7
2ª Temporada de RIVERDALE: http://bit.ly/2QTjK89
Dicas NETFLIX: http://bit.ly/2MYkvtm
Dicas de Série: http://bit.ly/2pvr11u
REACTS: http://bit.ly/2NxKk8K

No Ali&Aqui você vai ouvir sobre filmes, livros, séries e muitas outras nerdices com um toque de opinião feminina.

contatoalieaqui@gmail.com

#Hollywood #RyanMurphy

source

23 thoughts on “SURPRESA OU DECEPÇÃO? Crítica da nova série do Ryan Murphy – HOLLYWOOD | Alice Aquino

  1. Eu gostei! Foi bem gostosa de assitir. Amei simplesmente tudo! Muito emocionante!💜✨

  2. eu discordo sobre os primeiros episódios serem lentos e sem sentido, o primeiro episódio já é um puta piloto e é emoção do começo ao fim. tivemos que entender a trajetória dos personagens e o amadurecimento deles, tudo isso fez parte do roteiro e achei belíssima a construção, podemos sentir a dor, a angustia, a frustração, O SONHO! incrível 💜

  3. Acho que tudo bem os conflitos terem sido resolvidos de uma forma mais simples, acaba sendo um respiro pra um final de feliz. Concordo que o final do Henry não foi muito bom, mas também ficou um pouco aberto.

  4. Chorei muitooo, achei que o 1o EP mesmo foi um pouquinho mais lento mas depois ela segue com um bom fluxo

  5. Passei essa série chorando e xingando ao mesmo tempo. O Ryan é ótimo em construir personagens que conquistam, mas ele é ótimo também em furos e conveniencias. O fim que levou a namorada do Jack me deixou p* hahahaha

  6. Eu também achei o começo muito lento, quase desisti, também achei que tinha muita cena de sexo que não precisava, começou com um tom e o final da minissérie acabou com outro. Concordo muito contigo Alice !

  7. Evelyn hugo vai ser adaptada para a tv pela illene chaken. Concordo plenamente que a série demora a engrenar só me apeguei mesmo do ep 4 em diante

  8. Eu achei a Claire uma personagem bem superficial e pouco aprofundada

  9. a serie começa bem porem o final parece q foi roterizada por roteiristas da malhação

  10. gente essa série deveria ter mto mais sucesso juroo… eu achei incrível e indico MUITO assistam sério!!!!!!

  11. Eu tinha medo de ser devagar a história, mas eu me surpreendi todos os episódios me perderam MUITO eu vi tudo em um dia, achei uma história muito gostosa

  12. Eu amei essa série, sei lá me identifiquei , gostei de verdade

  13. Muito bom! Fiz um vídeo também no meu canal, mas é sobre o que é real e o que não é real na série. Segue o link pra quem quiser dar uma olhada: youtu.be/ptrhqHZYujk

  14. Alice, eu concordo com muitos pontos que voce colocou no video, mas tambem discordo de muita coisa…
    Eu não acho que a série foi feita para contar os tempos de ouro de Hollywood, a série foi feita para dar voz as minorias, e isso o Ryan faz com maestria.
    Ela não foi feita pra um publico geral, ela foi feita para cada minoria se ver ali naquela historia, seja um cara homossexual, uma mulher, um(a) negro(a), um(a) asiatico(o), e o Ryan trata de assuntos realmente pesados de forma leve, sutil, e quando voce vê ja esta envolvido com aquilo sem perceber, são coisas voltadas a essas minorias, que só quem viveu isso na pele sabe o que esta se passando com cada personagem. Ele não precisa explicar o que cada um esta sentindo porque ele pressupõe que o telespectador ja saiba, e de fato sabe, eu (como homossexual) me via em diversos momentos, desde o primeiro até o ultimo episódio.
    E o final feliz da serie é justamente para nos passar a mesma mensagem que o final de Meg passou para as pessoas que assistiram, que é possível chegar onde se quer independente de quem voce é, todos podemos alcançar nossos sonhos, e se a serie terminasse de maneira tragica, aconteceria exatamente como o Dick Samuels disse, seria um final triste, onde mais uma vez o mundo mostraria que minorias não podem, mas ele faz totalmente o oposto e mostra que sim, nós podemos, e faz um trabalho fantastico mostrando o quão importante é a representatividade para as pessoas…

  15. E uma ultima coisa, vocês notaram a referencia a Glee? Quando o jack vai fazer o discurso para pedir a mão da Claire e ele fala "Que só queria se sentir especial" é tão semelhante ao discurso da Rachel na segunda temporada de Glee quando o coral da o premio para ela por ter escrito as musicas originais.

  16. Oi, não me interprete de uma forma grossa. Mas acho que talvez você não tenha entendido muito bem a importância dessa serie para enaltecer a representatividade da minoria.
    Por exemplo, quando você fala "gostaria de ter visto mais obstáculos até eles ganharem o Oscar" Eu acho o contrario. Fica tão claro que os obstáculos que eles passam é algo que envolve uma estrutura cultural totalmente errônea, que quando a oscar é ganho eu só sinto um gostinho de justiça de valorização de um trabalho bem feito. Sobre o começo da série e a exposição de cenas sexuais, eu vejo que é passado como algo tão comum que não ofusca a real mensagem. Mensagem que é repetida o tempo todo "Os jovens são capazes de fazer tudo para realizar um sonho" e as mesmas cenas tem muita importância ao retratar os testes do sofa e mostrar essa vida secreta que a grande elite vivia. A mesma elite que em primeiro plano julgava pessoas que faziam de forma transparente tudo que eles faziam em segredo. Quando ouvimos uma pessoa dizer que a série precisa de mais drama, mais foco nas polemicas é exatamente a mesma coisa que acontece quando o personagem do Jim Parsons fala que o final do filme teria que ter algo polemico e chega até cogitar um numero musical no final do filme. Porque? Por que o filme não poderia ser um sucesso só retratando um jovem PRETA sonhadora? A série é incrível por mostrar de uma forma tão crua mas com uma fotografia e historias tão boas que faz muito sentido é só assistir direito.
    Claro que concordo que tivemos uns erros. Por exemplo sinto que da metade da série para o final o personagem Rock Hudson é infelizmente deixada de lado. De longe o enredo dele tinha tudo para ofuscar a historia do protagonista e eles escolheram contar toda a historia dele que estava sendo tão bem construída só no ultimo episodio. A Claire é outra personagem que eu dava tudo para ver mais, era só tirar todo o drama clichê do Jack.
    Bom, eu espero que o final da serie tenha dado uma dica das coisas que veremos se tiver uma segunda temporada. Iria adorar ver a luta para a produção de um filme LGBTQIA+ e com o foco nos personagens Rock Hudson, Archie Coleman , Henry Willson, Claire e Ernie explorando o passado do personagem com flashbacks retratando mais a fundo o mundo secreto lgbt de hollywood.
    Bom é isso…. dou nota 8,5 para a serie.

  17. Achei bem fraca essa séria, ainda mais levando em conta do que poderia ter sido. Roteiro e tom são meio all over the place e os atores mais jovens achei bem fracos na atualçao, principalmente em comparação com os mais velhos que estão excelentes.

  18. Eu acho que a serie ainda precisava de uns 2 ou 3 episódios a mais pra tudo fazer sentido e não sair correndo

  19. Nossa, mas querer uma explicação melhor do porquê a Claire desistiu do papel é desmerecer a inteligência de quem tá assistindo. Eu acho que deixar subentendido, diferente do que você disse, traz mais riqueza pro roteiro e pra personagem, em vez de gastar minutos desnecessários na série explicando e entregando tudo de mão beijada pro espectador, sendo que deu pra entender o que aconteceu.

Comments are closed.